138 pequenas empresas do Paraná receberão o Selo de Qualidade no Turismo

Publicidade

Mais de 80% dos negócios são dos segmentos de gastronomia e meios de hospedagem

Empresas de micro e pequeno porte que atuam nos segmentos de gastronomia, hospedagem, espaço para eventos, agências de turismo receptivo, transporte turístico, locação de automóveis e organização de eventos vão receber o Selo de Qualidade no Turismo do Paraná. A chancela, que incentiva a melhoria da competitividade e reconhece empreendimentos que investirem em gestão e qualidade, será entregue a 138 negócios de todo o Estado, no dia 27 de abril, às 18h, em cerimônia na ExpoUnimed, em Curitiba, dentro do 24ª Salão Paranaense de Turismo.

 

O programa é desenvolvido pelo Sebrae/PR e Fecomércio PR, com a parceria da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná (ABEOC/PR), Paraná Conventions e Paraná Turismo.

 

Das 230 participantes no ciclo 2017/2018, 138 alcançaram bons índices e conquistaram o Selo. Mais de 80% das empresas são dos segmentos de gastronomia e meios de hospedagem. Entre os critérios avaliados estão excelência em gestão, processos essenciais de cada setor e qualidade no atendimento ao cliente. “Essa parte é feita com um turista oculto, exigente, que avalia todos os canais de atendimento do negócio”, explica a consultora do Sebrae/PR Patrícia Albanez.

O processo de implementação de melhorias na empresa até a certificação dura até dois anos. Tudo começa com um diagnóstico, que origina um relatório com o plano de inovação e melhorias. Além das capacitações específicas, também são promovidas ações coletivas com o grupo participante do Programa. “Pegamos um aspecto que é comum a todos, como inovação, por exemplo, para trabalhar coletivamente. Também são realizadas viagens de benchmarking a destinos semelhantes, para que os empreendedores se inspirem com as melhores práticas no seu segmento”, detalha Patrícia.

 

O objetivo de associar a marca ao Selo de Qualidade no Turismo Paraná – que atesta qualidade em gestão, processos e serviços oferecidos – é aumentar a credibilidade dos pequenos negócios paranaenses e garantir, assim, um diferencial competitivo no mercado. “Trata-se de um reconhecimento técnico, que proporciona às empresas um reposicionamento no mercado. O grupo que tem o Selo também recebe prioridade nas ações de acesso a novos mercados promovidos pelo Sebrae/PR, como participação em feiras e eventos, rodadas de negócios e missões de benchmarking”, afirma a consultora.

 

Além da ampliação do mercado, 97% das empresas participantes aderiram a ações de sustentabilidade e responsabilidade social. Das 138 empresas que receberão o Selo, 19 são dos Campos Gerais; 23 de Curitiba; 21 de Foz do Iguaçu; 17 do Litoral; 24 de Londrina; 33 de Maringá; e uma de União da Vitória.

Um dos negócios que conquistou o Selo foi o Restaurante AlbaDore, que oferece rodízio de comida italiana e pizzas em Maringá, no Noroeste. A proprietária Camila Yoshida conta que quando adquiriu o empreendimento, há dois anos, pensou que gerenciar uma empresa fosse como ser mãe. “Tenho quatro filhos, e eles não vêm com manual. Achei que empreender fosse assim, algo que você vai aprendendo conforme faz, mas existem ferramentas de como gerenciar um negócio”, conta.

 

Com seis pessoas na equipe e ocupando um ponto já desgastado perante a clientela, o estabelecimento estava em dificuldade financeira quando recebeu a visita de um Agente Local de Inovação (ALI). “O diagnóstico inicial apontou um índice muito baixo. Tudo que o consultor do Sebrae me perguntava ‘tem isso?’ eu dizia ‘tem, na minha cabeça!’. Percebi que muita coisa precisava ser adequada e foi aí que iniciamos um processo de melhoria de gestão”, lembra Camila.

 

Uma das adequações feitas ao longo do programa foi a do público-alvo. “Percebemos que investíamos em um público que não era o nosso. O nosso está em busca de quantidade, qualidade e preço acessível. Depois dessa mudança, tivemos um crescimento de 93% na empresa, saindo de 30 rodízios em uma noite para 120”, comemora.

Hoje, com 28 colaboradores, o restaurante ganha ainda mais credibilidade com o Selo de Qualidade no Turismo. “Com certeza é um diferencial. Estamos buscando um padrão de excelência no atendimento, que já é bastante elogiado pelos clientes. Com o Selo, só tende a melhorar”, afirma.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.